sábado, 30 de junho de 2012

Eu já...


Eu já fui traída pela última pessoa que julgava capaz de o fazer
Eu já bati em alguém por impulso
Eu já traí e não me arrependo
Eu já vi um casal fazer sexo numa discoteca
Eu já tomei anti-depressivos
Eu já abracei um desconhecido que estava na rua a chorar
Eu já tive de recorrer à memória dos meus amigos para saber o que fiz em determinadas noites de bebedeira
Eu já me arrependi de muita coisa que fiz bebeda.
Eu já tive vontade de fugir de casa
Eu já beijei uma rapariga
Eu já tive ataques de pânico
Eu já fui uma autêntica cabra
Eu já disse aos meus amigos que o meu pai não podia conduzir de noite para que eles não soubessem que nós nem tinhamos um carro
Eu já fumei charros
Eu já desejei não ter conhecido certas pessoas
Eu já fiquei vários dias fechada no quarto a chorar e sem comer.
Eu já quis ser dançarina profissional
Eu já quis ter um caso com um famoso
Eu já tive vontade de rapar o cabelo
Eu já beijei um completo desconhecido
Eu já quis muito ter um acidente grave para ver quem é que realmente se preocupa comigo.
Eu já acordei as 2 da manhã e fui fazer um bitoque para o meu ex-namorado
Eu já fiz coisas indecendes durante um concerto dos Buraka.

Inspirado no blog da Cláudia

Um comentário:

  1. Belo post!

    E é assim que cada um se distingue dos demais =)

    ResponderExcluir